Dicas de como escolher a primeira bateria

Postado por admin novembro 18, 2011 COMENTE

Você quer começar a tocar um instrumento e escolheu a bateria?
Parabéns! Você acaba de escolher o instrumento que tem a função de “coração” da banda, pois é o baterista que mantem o ritmo de todos os integrantes.

Agora que você já escolheu o que quer tocar, escolha também o seu estilo, pois na hora de comprar a bateria, não adianta querer uma de 4 tons se você vai tocar numa banda que faz estilo Beatles.
Uma bateria grande é muito legal, mas não adianta ter uma se você não vai usar nem metade dela, certo?
Só pra você sacar a influência do estilo na hora da compra de uma bateria, se você for tocar numa banda mais heavy metal, por exemplo, precisará um bateria mais resistente do que se for tocar numa banda no estilo MPB.
Também leve em consideração que montar uma bateria não é tão barato quanto comprar um violão para iniciantes. Então o melhor é conferir a verba disponível para o investimento antes de iniciar o projeto compra.

Escolha as ferragens pensando no estilo da banda. Se você vai tocar numa banda que se apresenta em muitos eventos, onde você viverá constantemente montando e desmontando tudo, de preferência às baterias que têm pés duplos e que os canos são largos, pois são mais resistentes.
Agora se você está entrando para uma banda de Ministério de Louvor ou uma banda que só toca em estúdio, pode optar por ferragens mais simples.
Fica uma dica para as ferragens: As peças que quebram com mais frequência são pedal e banco. Vale investir na qualidades desses itens.

Os tambores maiores normalmente são os mais graves. Logo se seu estilo musical puxar para um som mais pesado, procure comprar baterias de tons 12 e 13 polegadas. Um modelo muito usado atualmente é a configuração com tons de 10 e 12, que também serve para rock e tem um volume mais controlado para gravações.
O bumbo mais popularmente usado é o de 22 polegadas. Eles têm mais volume e agressividade.

A caixa tem modelos padrões de 14 x 5,5 polegadas. A escolha deste item fica por conta do gosto pessoal do músico e só depois de algum tempo você conseguirá diferenciar e escolher a melhor configuração que te convenha.

As peles que geralmente vêm de fábrica nas baterias são simples, mas isso não significa que você deve trocá-las rapidamente. As peles hidráulicas têm filme duplo e são mais resistentes e também aceitam uma afinação mais grave. Já as peles simples são boas para afinações agudas e estilos musicais calmos. Na caixa, a mais usada é a pele porosa que têm a superfície áspera.

Os pratos que vem de fábrica normalmente são simples e um brinde que acompanha o produto, ideal para começar.

Não esqueça que além das dicas técnicas você deve levar em consideração o seu ouvido. Ouça e perceba o som que sai de cada peça.
Com um bastante treino, em pouco tempo você terá um ouvido apurado para todas as peças da bateria.

Fonte: Internet
Redação: Luciene Dias

Deixe seu Comentário


Ofertas